Após cerca de 7 meses de preparação pelo Círculo da Aliança (alguns se preparando a anos), enfim chegou o dia mais do que especial na vida de quatro jovens do Jumas Curitiba: Bruno Pereira, Heitor Cavalli, Gustavo França e João Victor Zanelatto. O momento tão esperado enfim chegou, e nada melhor do que o depoimento de cada um deles para ilustrar essa matéria. A caminhada até aqui não foi fácil:

“Fazem mais ou menos 3 anos e meio que passei a ter formação para a Aliança de Amor como Aliado do Jumas. Foram 2 anos e meio de formação com o primeiro grupo de vida, até sobrar eu e mais um irmão. Com isso, desanimados, acabamos com o grupo. No início de 2017, logo após o encontro de ramo, descobri que meu grupo iria se formar novamente, mas com meninos (irmãos) novos. E isso foi muito bom! Tivemos novas formações e de várias formas diferentes aprendemos o que é selar a Aliança de Amor e como viver ela. Tivemos algumas perdas mas desta vez não desistimos, pois esse ano seria o ano que a Mãe queria que acontecesse essa troca de corações! E no dia 18/11/2017 o grande dia chegou: tivemos uma formação complementar para que tudo desse certo e sim, a troca de corações ocorreu! Hoje posso dizer que minha vida mudou e vai mudar ainda mais. E que novas etapas venham, pois estou preparado para tudo, pois a Mãe de Deus está em meu coração!” (Bruno Pereira)

 

Selar essa Aliança de Amor trouxe novas forças para cada um dos novos Apóstolos da Aliança, tanto para a vida pessoal quanto para a sua Missão como Jumas:

“Minha preparação para a Aliança de Amor foi um tanto quanto longa. Entrei no Jumas em 2011, com 13 anos, e desde então já tive alguns dirigentes e muitas reuniões. Mas sempre mantive a fé na Mãe que uma hora iria acontecer. Até que no começo desse ano eu e meu grupo decidimos que queríamos selar a AA. Mas desta vez já marcamos a data e já começamos a preparação. E dessa vez, até que enfim, deu certo. Dia 18 de Novembro foi o fim de um ciclo e o início de outro muito importante. Agora, com a Aliança de Amor selada, me sinto muito motivado a buscar o homem novo! E também muito mais comprometido com o movimento e com Maria. Espero que daqui pra frente a Mãe cuide (ainda mais) dos meus caminhos, e com o capital de graças firme eu melhore ainda mais e ajude a levar Schoenstatt pelo mundo!” (Heitor Cavalli)

 

Os quatro rapazes, a sombra do Santuário Tabor Magnificatt, estiveram em retiro com seus dirigentes, João Paulo Oliveira e Maurício Zaninetti, com o assessor da Juventude Masculina no Paraná, padre Júlio Fabiano, e com Guilherme Konopka, do Jumas Curitiba, que se propôs a ajudar no retiro. De sexta feira a noite, dia 17/11, até a hora da Aliança no sábado a noite, dia 18, foram muitos momentos marcantes, que proporcionaram ao grupo se conhecer melhor e se vincular ainda mais:

“Todos os meus irmãos em clima de retiro, juntos, e com uma conexão única de quem está prestes a realizar uma troca de coração com Maria. Ter esse momento foi realmente muito significante para que nos concentrássemos, para agradecermos e para nos sentir cada vez a vontade para selar essa Aliança tão esperada! Selar a Aliança de Amor significa um compromisso e um vínculo, onde temos que refletir nos atos de nossas vidas e e conseguir vencer esses dias de “guerras”, assim como José Engling passou e venceu. Enfim, um homem novo.” (Gustavo França)

 

Olhando para traz, os quatro novos Apóstolos da Aliança, seus dirigentes, e cada um do Jumas Curitiba que acompanhou de perto toda a história do grupo, todos podem ver que tudo valeu a pena, e que a Mãe de Deus estava preparando um momento bem especial para que tudo pudesse ocorrer como ocorreu:

“Agradeço a MTA por estar no Jumas. Estou muito feliz por ter conquistado a Aliança de Amor. Desde sempre fiz capitais de graças, ofereci cada sacrifício, cada momento que passei. É de arrepiar por ter feito essa A.A. E é um dos momentos que vou guardar no coração.” (João Victor Zanelatto)

 

Agora, que venha uma nova etapa na vida desse grupo de vida, que vai acolher dois novos rapazes que já selaram a Aliança de Amor e que estão vindo da Juventude Masculina de São Sebastião do Paraíso e Poços de Caldas para morar em Curitiba. Que o Fogo do Cristo Tabor que está queimando seus corações após selar a AA possa incendiar todo o Jumas Curitiba. E que esse grupo siga cada vez mais vinculado e com protagonismo em cultivar sua recente Aliança, buscando viver como “não mais amigos, mas irmãos”!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor